terça-feira, 20 de outubro de 2015

BATE-VOLTA DE PARIS À AMSTERDAM

"Será que vale a pena fazer um bate-volta de Paris à Amsterdam?" 

Essa pergunta ficou martelando minha cabeça enquanto eu planejava nosso roteiro pela cidade luz, capital da França. Após pesquisar algumas informações da internet, eu tirei minhas próprias conclusões e após voltar de viagem posso dizer que SIM, vale a pena. Nosso tempo em Paris era um total de 5 dias, calculei que daria para reservar um 1 dia para passear pela capital da Holanda, afinal sabe-se lá quando terei a oportunidade novamente. 

Então, a escolha já estava feita assim que descobri os horários do trem de alta velocidade que liga as duas cidades. O trajeto leva ao todo aprox. 3h20.

Comprei nosso ticket com antecedência para garantir um preço bom, no próprio site da cia de trem, Thalys www.thalys.com. Também é possível acessar através do site da Rail Europe (disponível em português), que reúne todas as redes ferroviárias da Europa www.raileurope.com.br.

Escolhi o primeiro horário disponível para saída a partir da principal estação de Paris, Gare du Nord, o primeiro trem parte às 06h22. Chegamos à Amsterdam Centraal (estação bem no coração de Amsterdã) às 09h42. Horário gostoso, assim que chegamos aproveitamos para tomar aquele cafézão e bater muita perna pela cidade.

O retorno optei pelo trem das 18h17 saindo de Amsterdam Centraal e chegando à Gare du Nord 21h40.

O grande facilitador é que ambas estações estão no centro das cidades, portanto o trajeto para deslocamento até a estação é muito prático. Na Amsterdam Centraal pode-se sair de lá andando para turistar.

Em resumo, lógico que não conseguimos visitar a cidade toda e nem conhecer todas as atrações, mas deu para aproveitar bastante o dia. O centro de Amsterdã é pequeno, dá para aproveitar muito da cidade a pé, ou ainda pode-se alugar uma bike nas milhares de lojas espalhadas ao longo dos canais. Amsterdã é a cidade dos ciclistas!

Nós andamos sem muito destino, apenas curtindo já que o tempo era limitado. Passamos pelos inúmeros canais, fomos até o famoso letreiro IAMSTERDAM que fica próximo ao Museu de Van Gogh, demos uma voltinha no Vondelpark, passamos pelo Museu de Anne Frank mas não tivemos coragem de enfrentar a fila que era enorme, Red Light District (a rua das "moças de família" expostas nas vitrines) e terminamos o dia na Praça Dam, muito movimentada e cheia de bares, restaurantes e lojinhas de souveniers. Por lá encontramos uma creperia e comemos um waffle que foi coisa de louco! Encontramos por acaso, porquê curtimos a fachada e depois descobri no TripAdvisor que a Crepes & Waffles é muito bem recomendada! Fica a dica ;)






Ah! Quem vai no inverno lembre-se de levar lipbalm, luvas, toucas, cachecóis, casacos, roupas térmicas, meias grossas e tudo mais que possa usar para se aquecer, porquê oooooo lugarzin gelado!!!  

Beijos com carinho ;) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário