domingo, 11 de outubro de 2015

FLORENÇA, ITÁLIA

Florença, Florence, Firenze, chame como preferir a cidade natal do poeta Dante Alighieri. A capital da Toscana é um destino "tem que ir" na Itália. 

A famosa Ponte Vecchio, onde joalheiros expõem as mais belas peças em ouro de todas as cores, a Duomo Santa Maria del Fiore, uma das mais belas catedrais do país, a Piazza della Signoria, Galleria degli Uffizi, Palazzo Pitti, Palazzo Vecchio, Piazzale Michelangelo, esses são apenas alguns dos muitos passeios pela cidade, que é o berço do Renascimento Italiano, praticamente um museu a céu aberto.





Chegamos à Florença de trem, vindo de Roma - em Roma retornamos nosso carro alugado, o trânsito lá é loucura e a cidade possui boa infra-estrutura em transporte público - a estação de trem Santa Maria Novella é próxima ao centro histórico e portanto, próxima de muitos hotéis ali na área, o nosso inclusive foi facilmente acessado a pé. Não é recomendado estar de carro para se locomover em Florença, justamente pela parte histórica estar praticamente inteira coberta de ZTLs - Zona de Tráfego Limitado, somente automóveis de moradores são permitidos por lá.

Florença me surpreendeu, apesar do centro histórico ser relativamente pequeno, todas as atrações são próximas e acessadas a pé, a cidade em si é grande, mais de 370 mil habitantes. 

Um ótimo hotspot que tem uma vista panorâmica maravilhosa da cidade é a Piazzale Michelangelo, no alto de uma colina, do outro lado do rio.




Chegamos em Florença em um domingo cedinho pela manhã, após deixarmos as malas na recepção do hotel, aguardando para o check-in, fomos aproveitar para bater perna e já fazer um reconhecimento de área. A cidade estava animada, muitas barracas de badulaques e quinquilharias montadas, várias pessoas por metro quadrado passeando, vendedores ambulantes e muita fila para entrar em qualquer das atrações.

Por eu ter livro já alguns livros inspirados na Divina Comédia de Dante Alighieri, nosso primeiro destino foi conhecer a casa do poeta, que funciona como um museu que conta toda a história dele e também de sua musa, Beatriz. A casa cobra um valor simbólico para visitação, estava bem tranquilo, sem filas e nem muitos turistas.




De lá seguimos para a Galleria degli Uffizi, mas a fila estava inacreditavelmente gigante e optamos por deixar para visitá-la no outro dia cedo. Acontece que o outro dia seria uma segunda-feira e o que eu não sabia até então, é que na segunda-feira NENHUMA atração abre em Florença! Fica tudo fechado! Imaginem a minha decepção ao chegar no hotel tarde da noite e descobrir que somente numa próxima ida à Florença eu poderei admirar "O Nascimento de Vênus" e "A Primavera" de Sandro Botticelli, "A Adoração dos Magos" de Leonardo da Vinci, e tantas outras obras de Michelângelo, Rafael e demais artistas italianos. Fiquei muito triste mesmo, principalmente porquê não tenho previsão de voltar lá tão cedo. Então já quero alertar à quem estiver indo à Florença, não deixe para visitar nada numa segunda-feira...

Apesar dos pesares, domingo a noite na cidade foi uma experiência para lá de agradável. A Piazza della Repubblica tem uma atmosfera muito especial! Carrossel, músicos, balões, bolhas de sabão, lojas, restaurantes, muitos turistas felizes andando para lá e para cá. Todas as milhares de ruazinhas que desembocam na praça estão iluminadas, repletas de cafés e lojas para todos os gostos e bolsos. 

Outra atração na cidade  e must go é o Mercato Centrale que reúne o melhor da gastronomia toscana num só lugar. São diversos stands com queijos, vinhos, massas, pizzas, sanduíches e até comida vegana,  à sua escolha, as opções são muitas. Funciona da seguinte forma: as mesas estão dispostas ao longo do mercado e à disposição de todos estabelecimentos. Não há atendimento na mesa, você escolhe o que vai comer, paga e se senta onde achar melhor. Comemos lá 2 vezes e foi uma escolha muito acertada. 

No final das contas, nos hospedamos em Florença 2 noites, 1 delas sendo a segunda-feira e o interessante é estar lá qualquer outro dia da semana. Ah, não deixe de experimentar o famoso prato local: Bisteca à la Fiorentina. Buon viaggio!


Beijos com carinho ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário