terça-feira, 8 de dezembro de 2015

O METRÔ DE DUBAI

 Se tem um transporte que eu uso sempre que possível nas minhas viagens, esse transporte é o metrô. Em geral, o metrô te leva para praticamente todos os lugares que você deseja visitar, por um valor justo e em menor tempo. 

 Antes de chegar em Dubai dei uma pesquisada na internet sobre o sistema de metrô na cidade. Vi que tinham poucas linhas e que não cobria a cidade de "cabo à rabo", mas não imaginei que deixaria tanto a desejar. Acontece que a preocupação foi tanto na estética, que esqueceram da funcionalidade do negócio.

 Não me levem à mal, as estações são verdadeiras obras de arquitetura. Design top de linha. Climatizado. Pisos em mármore. Elevadores. Passarelas. Trens de última geração. Até casa de câmbio.  

Estação de metrô de Dubai

 O problema é que além de ter poucas linhas e estações, ainda tem poucos trens. O trens chegam na estação a cada 5 minutos. E durante esse tempo a quantidade de gente que acumula para pegar o metrô é inacreditável. Com mais de 2 milhões de habitantes na cidade, o transporte público não dá conta do recado. Não existe um horário de pico específico, durante o dia todo é rush hour no metrô. Empurra-empurra, gente correndo escadaria, furando fila, parece uma selva haha. O povo é mal-educado mesmo. E para completar, os vagões são dominados por aquele cheiro todo especial de curry. 


AS LINHAS E ESTAÇÕES DO METRÔ

 São apenas 2 linhas de metrô: a vermelha e a verde. E uma linha laranja adicional, onde você pega um tram, uma espécie de trem leve que anda no meio do trânsito e é bem mais lento que o trem comum. O tram somente circula por Dubai Marina e a região de Palm Jumeirah. Para todas as 3 linhas é possível usar o mesmo Nol (cartão do metrô).

Mapa das linhas do metrô de Dubai

 A linha vermelha é a principal linha da cidade, que cobre a maior extensão. Parte de Rashydia, passa pelo aeroporto e vai até a free zone do porto Jebel Ali. Ela vai em linha reta, ou seja, basicamente seguindo a Sheikh Zayed Road, principal avenida de Dubai. 

  Na 1a estação que pegamos o mapa do metrô não estava completo, ou seja, não sabíamos que direção tomar para chegar até onde queríamos chegar. Tivemos que ir no chute e ainda bem foi gol haha. Se você está em Deira e deseja ir em direção ao Burj Khalifa, por exemplo, deve pegar a linha vermelha sentido Jebel Ali. 

 Os nomes das estações são bem objetivos e claros, por exemplo, se você deseja ir ao Burj Khalifa, você desce na estação Burj Khalifa/Dubai Mall, se você deseja ir ao bairro Dubai Marina, desce na estação Dubai Marina. Para quem está a negócios ou participando de feira, muito provável que desça em World Trade Centre ou Financial Centre, e por aí vai... É bem simples, na verdade.


 VAGÃO ESPECIAL PARA MULHERES E CRIANÇAS

 Para nós mulheres, a vantagem é que 2 vagões são inteiramente reservados ao uso feminino e de crianças. Sentido Jebel Ali é sempre o segundo e terceiro vagões. Sentido Rashydia é sempre o penúltimo e antepenúltimo. Cada homem que estiver ocupando o vagão especial tem que pagar uma multa. As indicações são bem claras. Veja bem, mulheres podem ocupar o vagão comum também, mas vai por mim, é bem melhor ir no vagão especial.

Entrada para cabine reservada às mulheres e crianças

Faixa que delimita o vagão comum e o das mulheres

Vagão feminino. Todas sentadinhas e tranquilas
Vagão comum abarrotado

 VAGÃO ESPECIAL "GOLD CLASS"

 Somente em Dubai mesmo para haver um vagão específico para portadores de cartão "Gold". O valor do trecho custa o dobro do vagão comum, exemplo, de Salah Al Din até World Trade Centre pagávamos AED 5,00 no comum, no Gold custa AED 10,00. 



 O vagão tem poucos assentos e nenhum apoio de mão. As poltronas são cheias de frescurite, com apoio de cabeça, descanso de braço, toda trabalhada no almofadado. Na minha opinião uma besteira. Porquê o vagão ouro também tem seus horários de pico, geralmente bem cedo pela manhã e ao final do dia. E nesses casos, a galera acaba indo em pé pois falta espaço para sentar e se apoiar.



 Para quem é turista ou em uma viagem de negócios, vou dizer que vale a pena pagar a mais pelo vagão ouro. Apesar de ter bastante movimento certos horários do dia, ainda assim é muito mais tranquilo e confortável do que andar no vagão comum. 


 TRANSPORTE PÚBLICO OU ALUGUEL DE CARRO?

 E aí você me pergunta: "Mas se o metrô é assim, então devo alugar um carro?" Meu amigo, não sei o que é pior... O trânsito na cidade é completamente caótico, 24h/dia. Tudo depende de onde você vai estar hospedado e para onde deseja ir, pois pode-se perder muito tempo no trânsito. No meu caso, estava hospedada em Deira, então o ideal foi ir de metrô até onde dava e então pegar táxi. O táxi comum é bastante barato. Achei que dessa forma funcionou bem.



 Espero que esse post tenha esclarecido suas dúvidas sobre o metrô de Dubai.

 Beijos com carinho ;)

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

O MAIOR JARDIM DO MUNDO - DUBAI MIRACLE GARDEN

  O maior jardim do mundo não poderia estar localizado em outro lugar a não ser Dubai. 

 O jardim funciona somente nos meses de inverno dos Emirados Árabes. Em 2015  a temporada iniciou dia 26 de novembro.





  Como chegar lá

 Não há transporte público que te leve até os portões do jardim. Fomos de metrô até a estação Mall of the Emirates e de lá pegamos um táxi que nos levou até Dubailand, bairro onde o parque está localizado. De táxi gasta-se aprox. AED 60,00 de ida e volta. Fiquem ligados para não pegar táxi clandestino na saída do parque.

 Entrada para o jardim

 Logo antes dos portões tem um quiosque com apenas um atendente, onde você compra o ticket de entrada. Valor adulto AED 30,00. Crianças menores de 3 anos e pessoas com deficiência não pagam entrada. O parque abre diariamente. Horários: de domingo à quinta-feira das 9 às 21h e de sexta à sabado das 9 às 23h. Acesse www.dubaimiraclegarden.com para maiores informações. Eles também tem uma página no facebook que está sempre atualizada.

 A experiência

 O jardim tem mais de 70 mil m2 e mais de 50 milhões de flores. Curiosidade: o sistema de irrigação é por gotejamento e as flores estão plantadas na areia mesmo. O desenho e a mistura de cores entre as flores é belíssimo. E o cheiro então? Uma pena que não passa através de fotos. São muitas espécies de flores ornamentando os mais variados designs, desde Burj Khalifa à Torre Eiffel. Fiquei apaixonada pelo parque, com certeza vale a visita. Duração do passeio: aprox. 2 h. Por lá encontra-se banheiros e praça de alimentação.







 Beijos com carinho ;)

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

O QUÊ LEVAR NA MALA PARA DUBAI?

 Esse post vai para mulherada que está indecisa sobre o que colocar na mala para Dubai.

 Essa foi minha primeira viagem à um país do Oriente Médio e a primeira dúvida que surgiu foi: "Que roupa devo levar?". Como de costume, corri para o meu amigo Google e joguei a pergunta no campo de busca. 

 A internet diz que devemos ser conservadores, não é de bom tom ombros e joelhos de fora. Fala-se muito sobre as regras de vestimenta dentro de shoppings, restaurantes, etc. (os avisos estão logo na entrada dos locais). Conversando com alguns amigos que já estiverem aqui antes, o papo foi um pouco diferente, bem mais light no quesito roupas femininas.

 Na prática, o que vi por aqui é que Dubai é muito tolerante aos ocidentais. Vi mulheres caminhando tranquilamente com seus vestidos e blusas regata. Fica evidente que minissaias e decotes profundos não são bem-vindos e arrancam encaradas dos homens. É bom evitar transparências. Mas não é preciso que você vá as compras ou que adapte todo seu guarda-roupa para uma viagem à esse destino. 

Eu e meu vestido curto e estampado numa boa pelas ruas de Dubai
 Calça jeans é super ok, roupas estampadas e coloridas, blusas justas ou regatas com um lenço por cima dos ombros e vestidos até um palmo e meio acima do joelho são bem tranquilos de usar. Para quem vem a trabalho, os terninhos e camisa que usamos no Brasil se encaixam perfeitamente, até mesmo saias sociais. 

 Não cheguei a frequentar as praias, mas brasileiras que moram aqui me falaram que nossos biquínis são adequados. Tem mulher que usa até mesmo fio-dental.

 Nos pés vale tudo: tênis, scarpins, sandálias de salto, sapatilhas, rasteiras com pedrarias, vai do gosto do freguês.

 Jóias e bijuterias também pode-se usar a vontade. Dubai é muito segura.

 Espero que tenha ajudado.
 Beijos com carinho ;)