terça-feira, 9 de agosto de 2016

ESQUIANDO EM CORTINA D'AMPEZZO, ITÁLIA

Cortina D'Ampezzo é um sonho de cidade, um cantinho de conto de fadas. Toda branquinha, coberta pele neve, o lugar mais lindo que já visitei.


+ Veja o relato sobre Cortina D'Ampezzo

E quando estava montando o roteiro da viagem pela região de Belluno, conhecida pelas baixas temperaturas no inverno, é claro que cogitei esquiar nos Alpes Italianos, ou Dolomitas. Na internet foram poucas as informações que encontrei sobre esqui na Itália. A cidade que mais apontou foi justamente Cortina D'Ampezzo que já sediou os Jogos Olímpicos de Inverno em 1956.

Dirigindo pela região percebemos que, claro, tem mais estações e cidades com esse objetivo de esquiar por lá, no entanto, são pouco turísticas. Não chegamos a esquiar fora de Cortina, então não sei dizer com propriedade, mas pelo que vimos é para a turma da região mesmo que já leva suas botas e equipamentos de casa, sem opção de aluguel.

Voltando ao objetivo do post, esclarecer algumas dúvidas que eu tinha quando planejei a minha viagem e que possam ajudar você.

COMO CHEGAR:

Não existe trem para Cortina D'Ampezzo. Você deve optar entre ir de ônibus ou carro. Nós fomos de carro a partir de Mestra (Veneza) pela SS51, guiados pelo aplicativo de celular Waze.

A estrada é muito bem sinalizada, não tem erro, é só dirigir em direção à Belluno. Apesar de ser aconselhável ter as correntes de pneu em caso de neve, não precisamos usar. A neve estava acumulada apenas nos acostamentos, deixando a estrada livre e sem perigo, bastando dirigir com atenção e cautela, mas muito tranquilo.

ONDE SE HOSPEDAR:

Escolha um hotel próximo ao centro, assim não precisará tirar o carro do estacionamento e evita o risco de levar multas, já que não se pode andar de carro no centro da cidade.

Cortina é uma cidade pequena, com apenas 6 mil habitantes. Então podemos passear muito a pé.

Nos hospedamos no Hotel Cornelio. O hotel é simples mas com uma vista linda das montanhas e a localização excelente, a 1 minuto de caminhada do centro e do lado da estação de ônibus.

ONDE ALUGAR OS EQUIPAMENTOS PARA ESQUI:

Existem várias lojas de aluguel de roupas e equipamentos para esqui espalhados pela cidade. Isso não é motivo para preocupação. As nossas roupas e equipamentos alugamos numa loja bem próximo ao hotel e o valor foi meio salgadinho, ainda mais pagando em euros hehehe. Mas esquiar em Cortina é isso mesmo, luxuoso and caro.

O aluguel das botas+esqui+bastão foi algo em torno de EUR 60,00 para 1 dia. É possível também alugar a calça e jaqueta para quem não possui roupa apropriada, eu não lembro exatamente quanto pagamos nas roupas mas foi basicamente os mesmos valores pagos nos equipamentos. Essa é apenas uma ideia para que você consiga se planejar financeiramente falando.

Nas lojas de aluguel de equipamento eles também oferecem pacotes com aulas para amadores, tanto de esqui quanto snowboard. Nós não contratamos instrutor, então não faço nem ideia dos preços praticados.

COMO CHEGAR ÀS ESTAÇÕES:


Você pode chegar às estações de carro ou ônibus.

A rodoviária central da cidade possui um guichê de informações e lá você pode tirar todas as suas dúvidas. É muito fácil, eles instruem qual ônibus pegar. Caso você pegue o ônibus em um dos vários pontos espalhados pela cidade, basta se informar no seu hotel.

Existem algumas opções de estações em Cortina, conversando com o recepcionista do hotel, que a propósito foi nota mil no atendimento, ele nos sugeriu ir à Socrèpes visto o nosso amadorismo no esporte.

ESTAÇÃO DE ESQUI SOCRÈPES


É uma estação com montanhas para inciantes e intermediários. Apesar de estarmos de carro, nós optamos chegar até lá de ônibus pois ficamos receosos quanto à estacionamento, neve, etc e tal. Besteira. Poderíamos ter ido de carro, mas tudo bem, de busão também foi tranquilo. Muita gente opta por esse meio de transporte.

Compramos o nosso ticket do lift ainda na rodoviária. Optamos pelo acesso ilimitado para 1 dia e pagamos EUR 20,00 por pessoa. Tem ainda a opção de pagar por subida, na época custava EUR 4,00 por subida, só vale a pena se você não tem intenção de passar o dia esquiando.


  • Dica 1: eu recomendo que você chegue na estação de esqui com as botas já calçadas e os esquis em mãos para evitar ter que guardar toda parafernalha em um guarda-volumes.


  • Dica 2: preste muita atenção em qual lift você está subindo. Nós fomos bem desavisados logo no primeiro lift à direita de quem chega na estação. Essa subida NÃO é para iniciantes. Passamos o maior apuro de nossas vidas. Hoje nós damos muita risada contando essa história, mas no dia foi aterrorizante.


Não é obrigatório contratar instrutor de esqui para subir na montanha, mesmo para quem nunca esquiou. Mas é naquele esquema "por sua conta e risco". Nós passamos um bocado por ter subido na montanha errada e sem saber esquiar, fica a dica.

Na estação tem opções de restaurantes, mas é interessante levar uma garrafinha de água e barrinha de cereal na mochila.

Buon viaggio!

Nenhum comentário:

Postar um comentário