quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

O QUE EU DESEJO EM 2017


Desde a última semana de 2016 que venho "matutando" e amadurecendo o que eu quero para esse novo ano, quais as minhas resoluções para 2017. Tem uma propagando rolando no GNT com o seguinte slogan: "Leve 2017 de leve". Nossa, como me identifiquei. Tudo que eu mais desejo é ser leve, em todos os sentidos. E também quero ao meu redor apenas pessoas leves, que deixem toda bagagem e energia ruim para trás. Quero ser contagiada apenas com boas vibrações e bons pensamentos. 

Claro, tudo isso é muito mais fácil falar (ou escrever) do que fazer na prática. Ser "leve" requer muita dedicação e atenção para não cair nas armadilhas do dia-a-dia, que tiram nosso sono, que estragam nosso humor, que elevam nosso grau de estresse e que colocam no pause o nosso plano de ser ~leve. A espontaneidade, por exemplo, algumas vezes acaba atrapalhando minha vontade de ser leve. Em um momento de desconforto, seja ele qual for, acabamos agindo de forma impulsiva e nos arrependemos logo em seguida. Digo por mim, a maioria das vezes que algo me tira do sério, eu ajo de forma instintiva e faço ou digo a primeira coisa que vem a mente. Quando algo que nos surpreende de forma que não entendemos como sendo legal acontece, devemos dar um passo para trás e analisar a gravidade da situação. Nos descabelamos por tão pouco. Não vale a pena. E esse é meu desejo para 2017: que eu consiga controlar os pensamentos ruins, para que esses não tomem posse de minhas ações e palavras. 

Silêncio. O silêncio me lembra muito leveza. Muita gente acha o silêncio ruim, mas eu acho bom. Precisamos aprender a exercitar mais os momentos em que devemos ficar de boca fechada. Tá aí outra coisa que requer muita disciplina. Para falar e para ouvir, silêncio é crucial em muitas situações na nossa vida. Silêncio é sinônimo de calma e tranquilidade. Uma mente silenciosa é uma mente em paz. Tem um trecho no livro da monja Jetsunma Tenzin Palmo onde ela coloca da seguinte forma: "Você tem um problema. Esse problema tem solução? Se sim, ótimo, não há com que se preocupar. Esse problema não tem solução? Paciência, então não adianta você se preocupar.". Por mais insensata que essa afirmação possa muitas vezes parecer, no fundo sabemos que é na verdade simples assim. Então em 2017 esse é outro desejo: aquietar a minha mente. Menos anseios, menos preocupações, menos estresses. 

Esses são os 2 objetivos primordiais: LEVEZA e SILÊNCIO. Mas é claaaro que fiz também uma tradicional listinha como todo mundo, das coisas que quero alcançar. Como, por exemplo, estudar francês (esse é o terceiro ano consecutivo que o item volta para lista hahaha), fazer um retiro de meditação, participar de algum clube do livro, comprar muuuuito menos roupa - estabeleci um limite mensal, diminuir o açúcar, etc etc etc. Vale lembrar que não adianta nada colocar nessa lista objetivos inatingíveis, né?! Temos que colocar coisas alcançáveis, que estejam dentro dos nossos limites e possibilidades para não nos frustrar. 

E você, quais os seus desejos para 2017?

Nenhum comentário:

Postar um comentário