sexta-feira, 25 de agosto de 2017

NOSSA VIAGEM PARA A FLÓRIDA - PARTE 1


No início do mês de agosto, eu e meu marido fizemos uma viagem para a Flórida, nos Estados Unidos e como gostamos de fugir um pouco do tradicional roteiro turístico, busquei informações sobre cidades da Flórida, além de Miami e Orlando. Inclusive, apesar de termos chegado e partido pelo Aeroporto Internacional de Miami, ficamos em Miami Beach somente no primeiro dia.

Já era certo quando compramos a passagem para Miami, que nem Miami e nem Orlando seriam os principais destinos e muito menos o foco da viagem seria Disney. Nós queríamos ver e fazer coisas diferentes, porque nós somos do contra  gostamos de um turismo que não é tão turismo, entende?
É claro que gostamos de visitar lugares famosos, ver com nossos próprios olhos, pisar com nossos pés e sentir com nossas próprias mãos aquilo que muitas pessoas já sentiram, mas gostamos também daquele sentimento de descobrir um lugar novo, que poucos conhecem, aquela sensação de não ser turista pois ali não há nenhum outro turista. Na verdade, essa parte é uma das que mais me anima em viagens. 

Apesar do nosso roteiro ter tido início em Miami Beach e fim na Disney, acreditem quando digo que o recheio foi, definitivamente, a parte mais legal! Teve mar caribenho, ilha paradisíaca, teve cobra, jacaré, 7 Miles Bridge, tartaruga, arraia, passeio de caiaque, passeio de bicicleta, snorkeling, teve muita natureza primitiva e água cristalina e por fim, porém não menos importante, teve muita diversão. Foi uma das viagens mais legais que já fiz até hoje! Foi bem difícil selecionar poucas fotos para compor o post e vocês perceberão isso logo abaixo.


Eu já tinha a Flórida quando mais nova, porém fiquei baseada em Panama City Beach e não fiz nada além de curtir dias de praia, portanto conhecia muito pouco desse estado. Mas, dessa vez, pudemos rodar por grande parte do estado e ficamos apaixonados pelo que vimos. Fiquei bastante impressionada com a beleza e diversidade que a Flórida tem a oferecer. Confesso que não esperava tanto, viu! Não estava colocando muita fé que essa viagem seria inesquecível, mas para minha alegria, fui surpreendida muito positivamente.

NOSSO ROTEIRO

Duração: 14 dias
Cidades: Miami Beach, Cruzeiro para Bahamas, Homestead (Everglades), Key West, Ocala e Orlando

Como o post do roteiro acabou ficando muito grande, eu dividi ele em 2 partes e essa é a primeira. Para acompanhar a continuação do roteiro, você pode clicar no link abaixo:

+ Nossa viagem para a Flórida - Parte 2

Nós tivemos exatos 14 dias para curtir a vida adoidado na Flórida e acredito que fizemos bom uso do nosso tempo, apesar de que eu trocaria facilmente os 2 últimos dias do nosso roteiro que passamos na Disney por Ocala (vide foto que abre esse post), e nos próximos posts vocês irão entender o porquê.

MIAMI BEACH


Nossa viagem começou em Miami Beach. Chegamos de madrugada e assim que o sol raiou, colocamos nosso tênis e fomos bater-perna pela orla e conhecer um pouco mais da famigerada cidade. Nem vou me delongar demais por aqui pois Miami não nos conquistou - e nem surpreendeu. É um destino legal para quem quer curtir praia, mas na minha opinião não tem absolutamente nada demais e até agora estou sem entender o motivo de tanta fama.

Quando chegou início da tarde, logo no primeiro e único dia em Miami, já estávamos entediados e o marido buscou na internet algum museu ou outro evento que estivesse acontecendo para nos animarmos um pouco. Foi aí que descobrimos o Museu de Automóveis de Miami ou Dezer Collection. Um museu enorme, dividido em 2 edifícios, um de frente para o outro. O museu traz uma coleção incrível sobre a história dos automóveis americanos e europeus, o início da motocicleta, tanques de guerra, aviões e a cereja no topo do bolo é uma exposição de carros modernos e de vários carros utilizados em filmes famosos, como por exemplo o batmóvel (sim, ele existe e está lá!) e o carro do 007, entre muitos, muitos outros. O curioso é que todos os carros expostos pertencem a um único e abastado dono. Fica aqui a dica de um programa bem legal quando estiver em Miami e quiser fugir um pouco das compras e da praia. O melhor é reservar uma tarde inteira para a visita, pois o museu é grande mesmo.

Como comentei no início do post, nossa passada por Miami foi breve e para nós, essa foi a melhor decisão.


CRUZEIRO PARA AS BAHAMAS


Aqui demos uma rápida escapada da Flórida, mas o cruzeiro fez parte do nosso roteiro e portanto ele faz parte do post também. E eu realizei um sonho de vida quando reservei esse cruzeiro para as Bahamas! Sempre tive vontade de ver aquele mar turquesa, com seus peixinhos e arraias nadando tranquilamente junto com as pessoas, aquele clima de gente alegre e feliz o tempo todo. Realmente, não tem como ficar triste nas Bahamas. E foi tudo isso e mais um pouco que encontrei por lá. A água do mar é absurdamente limpa e cristalina, os peixinhos realmente nadam no meio da gente, a temperatura da água é uma delícia e as pessoas estão todas de bem com a vida.

Nós reservamos um cruzeiro de 4 dias e 3 noites com a Royal Caribbean no navio Enchantment of the Seas aproximadamente 45 dias antes da viagem. Nosso cruzeiro foi dividido em 2 paradas: a 1a parada foi em Cococay, uma ilha particular e exclusiva da Royal Caribbean e a 2a parada foi em Nassau, a capital das Bahamas. Ambas as praias maravilhosas e paradisíacas, mas cada uma com seu propósito.

Cococay por ser uma ilha fechada, as únicas pessoas que vemos por lá, além dos funcionários da companhia, são os hóspedes do cruzeiro, portanto a ilha é absurdamente calma e tranquila. Achei o clima super romântico e propõe relaxamento total. A Royal Caribbean oferece uma infra-estrutura de ótima qualidade na ilha. A ilha é dividida por setores; tem a área para snorkel, outra área com parque aquático com brinquedos dentro do mar, outra parte mais afastada e intimista, além de alugarem para o dia cabanas e tendas para aqueles que preferem ainda mais privacidade. Na ilha também é possível alugar jet ski e vários outros passeios de barco, até mergulho com cilindro para os mais aventureiros.


Nassau tem todo agito de uma cidade com 250 mil habitantes e que recebe milhares de turistas e cruzeiros diariamente, portanto oferece uma atmosfera tão envolvente quanto, porém com outra vibe.
Aqui encontramos todo tipo de gente, todo tipo de compras, restaurantes e resorts, mas o nosso foco principal foi, novamente, curtir esse mar que é de tirar o fôlego!

O objetivo inicial era pagar o day pass do resort Meliá e curtir a praia e estrutura do hotel, só que assim que chegamos lá "demos com os burros na água" pois os passes já estavam todos esgotados - isso que chegamos lá super cedo, antes das 10 da manhã. Fiquei super chateada, pois no site deles deixava bem claro que não era necessário reservar com antecedência. Depois desse balde de água fria, nosso plano B foi ir ao Atlantis Paradise Island, o resort mais famoso das Bahamas. Resolvemos pegar um day pass que nos deu direito a visitar o aquário e a praia exclusiva do hotel. De dentro do hotel também tivemos acesso a praia pública que fica em frente ao complexo e foi onde tiramos as fotos abaixo. Se pudesse voltar no tempo, faria diferente e não pagaria pelo day pass do Atlantis, não achei que vale a pena pelo que oferece. Se fosse dar a dica seria essa, se você só quiser curtir praia, sem brincar no parque aquático do Atlantis ou nadar com golfinhos, vá até a Paradise Island e aproveite apenas a praia pública que é belíssima e oferece cadeiras - sem guarda-sol - gratuitamente.


EVERGLADES


Muita gente vai a Flórida e não abre o Google Maps para perceber que uma grande parte do estado está tomado em consequência do Parque Nacional de Everglades. É impressionante a quantidade de gente que nunca nem ouviu falar nele. Eu fiz o meu dever de casa e assim que percebi o tamanho desse parque, na hora me dei conta que esse tinha potencial para um passeio imperdível. Tiro certeiro.

A cidade escolhida para nos hospedarmos foi Homestead, principal portal para os Everglades. O Parque Nacional de Everglades nada mais é que um pântano enorme com fauna e flora diversificada que possui várias trilhas e fazendas de aligatores. Para quem não sabe, os aligatores são muito comuns na Flórida e em qualquer gramado ou lago, você pode se deparar com um. Confesso que nós não vimos nenhum "dando sopa" por aí, somente dentro das fazendas e reservas. Dentro do parque existem algumas fazendas de aligatores (parente do crocodilo) onde você paga para entrar e visitar o local. Algumas dessas fazendas oferecem o airboat ride que é um passeio de barco com motor exposto que faz um barulhão danado mas oferece uma diversão e tanto atravessando parte do pântano. Um passeio imperdível para quem está na região.

Dentro da fazenda, além do passeio de airboat, também assistimos à uma apresentação com cobras, onde fui a felizarda escolhida "dedocraticamente" para ter uma cobra de 30kg enrolada no pescoço e assistimos a "hora do alomoço" dos aligatores. Vou falar mais sobre a fazenda em um próximo post. Valeu a pena e super indico para quem deseja conhecer esse lado mais selvagem da Flórida.


E nesse parque repleto de aligatores termina a primeira parte dos posts sobre nosso roteiro na Flórida. Acompanhe os próximos posts para saber um pouco mais do que vimos e fizemos nessa viagem deliciosa.

Até breve! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário